|| Clínica OTOMED || Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia em Florianópolis

R. Menino Deus, 63 | sala 05 | Baia Sul Medical Center | Centro | Fpolis

Horário : segunda à sexta das 8h às 20h
  Contato : (48) 3333.3312

Exames

   Audiometria

     (exame)

É o exame que avalia a audição. Realizado por fonoaudiólogo, com o paciente no interior de uma cabine audiométrica( isolada de ruídos externos) são realizados testes que por meio de um gráfico, o audiograma, revela as capacidades auditivas dos pacientes.
Os principais tipos são a audiometria tonal que estima os níveis de audição e a perda auditiva, e a audiometria vocal que pesquisa a capacidade de compreensão da fala humana.
Conjuntamente com a impedânciometria( ou imitânciometria) compõem a avaliação básica da audição e outros problemas como zumbido e avaliação de determinadas doenças do labirinto.

    


   Fibronasofaringolaringoscopia flexível

     (exame)

A técnica permite a visualização direta das estruturas naso-sinusais e laríngeas através dos vídeo- endoscópicos flexíveis que alcançaram atualmente um grande desenvolvimento. Hoje, é possível ter uma compreensão melhor das patologias naquelas regiões, permitindo uma grande contribuição a nível diagnóstico. Com isso, acontece a identificação precoce das doenças através de uma avaliação mais detalhada do aspecto da mucosa, das estruturas e da fisiologia das regiões examinadas. O exame é realizado, na maioria dos casos, sob anestesia tópica, ficando a anestesia geral restrita praticamente às crianças menores. Indicações: obstrução nasal importante no recém mascido; diagnóstico e acompannhamneto do tratamento clínico/cirúrgico nas sinusites; doenças das vias lacrimais; dores faciais; sangramentos nasais (epistaxes); suspeitas de lesões tumorais nasais; rouquidão; aspiração de corpo estranho; dor à deglutição.

    


   Imitanciometria

     (exame)

É um exame objetivo, também indolor, que avalia através da colocação de uma sonda na entrada do canal auditivo a integridade da membrana timpânica, as estruturas das orelhas externa e média e o reflexo estapediano que, de forma indireta, verifica as condições das orelhas média e interna. É geralmente usado como exame complementar à audiometria e muito utilizado para confirmar otites e presença de secreção no ouvido médio. Pode ser realizado em qualquer faixa etária.

    


   Otoemissões acústicas

     (exame)

É um exame que, com o uso de uma sonda que emite sons em algumas frequências selecionadas, avalia indiretamente a audição. Nele verificamos a função das células ciliadas externas existentes na orelha interna. A captação das Emissões Otoacústicas (EOAs) apresenta importância significativa no estudo da função coclear. Dentre suas aplicações clínicas estão a realização da Triagem Auditiva Neonatal (Teste da Orelhinha); o acompanhamento de pacientes usuários de medicação ototóxica (remédios que podem causar perda auditiva); a detecção de pacientes simuladores e com fadiga auditiva temporária após exposição a ruído intenso e na diferenciação de patologias cocleares e retrococleares quando diagnosticada a perda auditiva neurossensorial. É um exame objetivo, rápido e indolor. Pode ser realizado em qualquer faixa etária.

    


   Videoendoscopia nasal

     (exame)

É um exame que pode ser realizado através de óticas rígidas ou fibra ótica e que permitem uma avaliação precisa das estruturas internas do nariz e sua comunicação com os seios da face. Conhecida por vários nomes como nasofibrolaringoscopia, endoscopia endonasal é um exame realizado em consultório sem requerer preparo prévio ou anestesia incrementou a capacidade de acompanhamento das patologias que acometem a região dando formidável impulso no entendimento dos motivos das queixas rinológicas e das relacionadas de alguma forma ao nariz, inclusive de sintomas otológicos relacionados a tuba auditiva e rinofaringe.

    


   Videolaringoscopia direta e indireta

     (exame)

Através de uma ótica rígida, aparelho que permitem as imagens mais claras e nítidas da laringe ou de um nasofibrolaringoscópio flexível que agrega o exame nasal nos propiciam a avaliação das cordas vocais assim como de toda a alteração da buco-faringo-laringologia.

Nossa avaliação sobre o ronco e as doenças respiratórias da via aérea são cada vez mais precisas devido a possibilidade, não somente de visualizar as estruturas, mas de avaliar suas cores e superfície além das alterações de tamanho e forma que outros métodos propiciam.

Ainda há a ressaltar a possibilidade da avaliação dinâmica da respiração